Lilypie 1st Birthday Ticker
Quinta-feira, 15 de Julho de 2004

The Celt

Ontem adormeci a ouvir os Milladoiro. É um som lindo e adorava ir vê-los em Agosto ao intercéltico de Sendim. Ainda me lembro da primeira vez que os ouvi. Já lá vão uns 5 anos e foi no Cantigas do Maio no Seixal. Foi também nesse dia que fiquei a conhecer o The Celt. Nos meus tempos áureos de IRC, passava grande parte do tempo no #Avalon e o The Celt era mais uma daquelas personagens carismáticas que por lá andavam. Parece que até estou a ver a cena... chegamos às Cantigas do Maio eu e mais uns amigos do IRC e iamos ter com mais uns quantos que já lá estavam (já se conheciam todos eu é que era ali a mais novinha). Ele olha para mim e diz: Ah e tu deves ser a Morgaine! :) Acho que até encolhi só de pensar que o The Celt olhava para mim e via logo que só eu poderia ser a Morgaine.

O The Celt chama-se Tiago e aquele foi mesmo o momento de início de uma grande amizade. Acho que não há ninguém no mundo com quem me tenha dado tão bem como o Tiago. Ele picava e eu respondia-lhe sempre à letra. Sempre a rir e a discutir. Foi com o Tiago que voltei de Sintra naquela noite de Solstício de verão. Eu dava a boleia e ele explicava o caminho. Deviam ser umas três da manhã quando estavamos a voltar para Lisboa. O Tiago (que eu conhecia há uns dias) podre de bêbado e o carro vai-se a baixo no meio da serra. Simplesmente não pegava... O Tiago a curtir a buba e eu... olha não há-de ser nada vou fechar os olhos e dormir um bocadinho. Quem nos salvou foi a Cassy e a Eugénia que entretanto vinham pelo mesmo caminho. Lá empurramos e ele pegou. Já na vila de Sintra o carro lembra-se de morrer outra vez a meio de uma subida. E o Tiago ainda completamente bêbado vira-se para mim e diz: ah não te preocupes que eu seguro o carro... mas vais ter que o pegar de marcha a trás. Valia a pena explicar-lhe que era óbvio que ele não segurava carro nenhum? Mas o bólide lá pegou, a escassos centimetros do muro atrás e toda a gente de braços na cabeça, lá no topo da subida, já a imaginar o choque.

Noutra noite, mais uma vez eu e o Tiago a virmos de Sintra depois de mais um piquenique nocturno. Ele vira-se para mim e pergunta-me o que é que eu quero. O que eu quero mesmo. Eu respondi-lhe: Ser amada. E ele olha para mim com uma expressão meio pasmo meio admiração: Epá não estava à espera dessa resposta. E assim foi muitas vezes eu e o meu grande amigo Tiago. Aquele que sempre esteve ao meu lado, a ouvir-me e a falar para mim. Até a minha mãe perguntava: Mas afinal quem é o teu namorado? O Manuel ou o Tiago? Era o Manuel pois claro, mas o Tiago era o melhor amigo.

Mais tarde finalmente revelou-se aquilo que já deveria ter visto à muito tempo. Mas estava noutra e o Tiago era o meu amigo... se calhar se fosse hoje via as coisas de outra maneira. Entretanto o Tiago apegou-se à Joana, e é muito feliz, e eu também por o ver assim, e vai ser sempre o meu melhor amigo (muito desnaturado às vezes... mas isso também eu sou). Afinal quando é que vocês se casam pá? Temos de marcar um dos nossos almoços que já tou com saudades.
publicado por Claudia Borralho às 20:23
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

. Fiz eu!

. Oriana

. Ideias de Prendas de Natal

.tags

. todas as tags

.pesquisar


.arquivos

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

badge