Lilypie 1st Birthday Ticker
Quarta-feira, 31 de Março de 2004

com a boca na banana

A minha vizinha não descansou enquanto não foi vingada! E hoje não desperdiçou a oportunidade. Apanhou-me com a banana e chamou logo os reforços: "pedro, pedro! onde é que está a máquina? olha que ela está com a banana! rápido antes que ela a engula toda..." fui apanhada com a boca na banana.

publicado por Claudia Borralho às 15:11
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Flamingos

Hoje vi os flamingos de manhã. A última vez que os tinha visto foi no final de Outubro. Procuro-os sempre quando entro na ponte, mas durante o inverno nunca os vi... só as gaivotas.
Hoje estava mesmo a acabar de dizer que nunca mais os tinha visto quando de repente, eles ali estavam. A principio ainda pensei que pudessem ser gaivotas (estavam muito esbranquiçados) mas aquelas pernocas longas e finitas não enganam ninguém ;)
publicado por Claudia Borralho às 09:55
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 30 de Março de 2004

a vida como um livro

Quando leio sou transportada para outro mundo. Bom... não com todos os livros que me aparecem à frente, mas alguns têm o dom de me levar para outro mundo. Eu faço parte daquele mundo, eu sou aquelas personagens e vivo o que elas vivem, sinto o que elas sentem. Eu sou Hermione, Morgaine, Elaine, Caillean, Viviane, Morgause, Igraine, Nimue, Sorcha, Liadan, Niahm... já travei batalhas, fui bruxa, feiticeira, curandeira, festejei o grande casamento com a terra durante o Beltane, deixei comida para os que passaram para o outro mundo no Samhain, fui assaltada, fui violada, casei por conveniência, dormi com o meu irmão, dormi com o Merlin da Bretanha, com Lancelot, com Accolon, com Uriens de Gales, com Hugh de Harrowfield... e amei, amei como só se ama nos livros, como se uma força maior nos guiasse.

«’Ssh,’ he breathed against my cheek, and his hands moved further down my body, and the moment of drawing back was lost for ever. Need flared between us as violent and sudden and unstoppable as a great wildfire that consumes all in its path, a fierce coming together that was both joyous and terrifying in its power. It began to rain heavily, and the rocks where we lay locked in each other’s arms ran with water, and we where soaked through, but we barely noticed it as hand explored soft skin, and lips tasted secret places, and we moved together as if we were indeed two halves of the one whole, made complete again.
As I took him inside me, I felt a sharp throb of pain, and I must have made some sound, for he said, ‘What is it? What’s wrong?’ I stopped his words with my fingers. Then pain was forgotten as I felt myself turn to liquid gold under his touch, and I wrapped my arms around his body, held him to me as tightly as I could. I tought I would never let go, never. But I did not say it aloud. This man had never learned tenderness. He had never been taught how to love.
As he had said, he knew no fair words. But his hands and his lips and his hard body spoke sweetly enough for him. As he rolled to hold me above him, I looked into his eyes in the light of the guttering lantern and the mixture of astonishment and longing there nearly broke my heart. I stretched out over him, touching my lips to his body, and found from somewhere deep inside me a rhythm, like a strong slow drumbeat, that moved me against him, the chenching and loosening of muscles, the touching and letting go, the fierce bulding sweetness - blessed Brighid, when it came it was nothing like I imagined.
He cried out and pulled me down towards him, and I gasped with the heat that flooded my body. I felt the vibration deep within me, and knew that things could never, never be the same again. They tell of this in tales, the tales of great lovers who are parted, and long for each other, and at length find joy together. But no tale matched up to this. Afterwards, we lay still in each other’s arms, and neither of us could find a word to say.»

in 'Son Of The Shadows' by Juliet Marillier

É assim que me fazes sentir... como se uma força maior me guiasse, quando acordo ao teu lado, quando sinto o teu braço a envolver-me, quando me puxas para ti, quando me abraças como se não existisse mais ninguém no mundo. Nesses momentos a minha vida é um livro. Amo-te.
publicado por Claudia Borralho às 10:48
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 29 de Março de 2004

the price of books

Descobri há pouco tempo que um livrito da MZB (Marion Zimmer Bradley para quem ainda não sabe) que foi publicado por volta de 1979 e já está "out of print" há uns anitos pode ainda ser comprado com preços que variam entre $62 e $400!!! (o preço original era cerca de $8)
E nem sequer estamos a falar de um romance, trata-se de uma espécie de addon ;) "The Darkover Concordance" tem tudo sobre o universo de darkover incluindo um pequeno guia de dicção sobre como falar darkoviano!
publicado por Claudia Borralho às 17:33
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Something Wicked This Way Comes

Double, double toil and trouble
Fire burn, and cauldron bubble
Double, double toil and trouble
Something wicked this way comes

Eye of newt, and toe of frog
Wool of bat, and tongue of dog
Adder's fork, and blind-worm's sting
Lizard's leg, and owlet's wing

Double, double toil and trouble
Fire burn, and cauldron bubble
Double, double toil and trouble
Fire burn and cauldron bubble

Something wicked this way comes



in Act IV of Shakespeare's "Macbeth"
publicado por Claudia Borralho às 15:10
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sexta-feira, 26 de Março de 2004

Harry Potter & The Prisoner of Azkaban

É já no próximo dia 4 de Junho que vai estrear a nível mundial o novo filme da saga Harry Potter. Como uma fan incondicional da série de JK Rowling já marquei o dia no meu calendário!

Confesso que aquilo que adoro mesmo são os livros e apesar de ter os dois primeiros dvd acabo sempre por adormecer quando os vejo. A história é magnífica mas as adaptações ao cinema são um pouco pobres, os fans queixam-se sempre que houve cenas que ficaram de fora, mas a verdade é que os dois primeiros filmes são muito longos e cansativos. Quiseram manter o maior número de momentos de acção do livro sem incluir os momentos de descanso... o resultado são filmes cansativos onde a acção é imparável e sem tempo para descansar a mioleira e assimilar a informação.

Ora apesar de tudo, fan é fan, e eu estou absolutamente em pulgas para ver o próximo filme. Por aquilo que já vi de imagens e trailers, este novo filme distancia-se bastante dos dois anteriores. Os ambientes são mais dark, tal como a história é também muito mais negra e obscura e a fotografia parece-me excelente.

Foi lançado há alguns dias o novo trailer (ainda só tinha saido o teaser) e parece-me magnífico! Vejam no site oficial.
publicado por Claudia Borralho às 18:03
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quinta-feira, 25 de Março de 2004

a banana da minha vizinha

Ontem quando cheguei do almoço deparo-me com uma banana gigantesca pousada na secretária da minha vizinha.
Não resisti e perguntei logo ao Peter Pines se ele não tinha ali a máquina digital. :) E mais tarde ainda apanhámos a vizinha a abocanhar a banana... hehe


publicado por Claudia Borralho às 18:05
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

então e este calendário?


publicado por Claudia Borralho às 14:56
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Lady Cottington's Fairy Album

Ah pois... já está na minha wishlist da amazon!

At last, Lady Angelica Cottington returns, in this mysterious and hilarious sequel to Brian Froud's huge international hit Lady Cottington's Pressed Fairy Book. In this quirky and seductive new volume, 15-year-old Angelica stumbles on an annotated photo album belonging to her long-dead sister, Euphemia. The revelations within tell of fairy enchantments, wanton romance and bawdy trysts - and they cast young Lady Cottington's ancestry into shocking doubt. Along with its mysterious tale of Cottington family deviance, this extraordinary artifact offers near-indisputable evidence of the existence of fairies in the form of letters and never-before-published Victorian photographs of actual fairies, authenticated by Brian Froud, the Cottington Archive, and the Royal Society for the Prevention of Cruelty to Fairies. Fairies defiant, fairies au natural and, of course, fairies squashed: they're all here. Without doubt, Lady Cottington's Fairy Album will radically alter the study of the fairies' formerly secret world.



Absolutely gorgeous!!! :)
publicado por Claudia Borralho às 14:33
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

YES!!!!! Já tenho o meu livro!

weeeeeeeeee :) Fui à hora de almoço à FNAC do Chiado e já comprei o meu livrito da Juliet Marillier.
O problema das idas à FNAC é que acabo sempre por ser tentada por milhentos outros livros, como uma nova edição do Lady Cottington's Fairy Album revised by Brian Froud com montes de fotos de fadinhas, e uma produção excepcional!
Hoje consegui controlar-me e trouxe só o livro que procurava... mas agora aquele livrito de fadas num me sai da cabeça!!!!
publicado por Claudia Borralho às 14:14
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

.mais sobre mim

. Fiz eu!

. Oriana

. Ideias de Prendas de Natal

.tags

. todas as tags

.pesquisar


.arquivos

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

badge