Lilypie 1st Birthday Ticker
Terça-feira, 30 de Março de 2004

a vida como um livro

Quando leio sou transportada para outro mundo. Bom... não com todos os livros que me aparecem à frente, mas alguns têm o dom de me levar para outro mundo. Eu faço parte daquele mundo, eu sou aquelas personagens e vivo o que elas vivem, sinto o que elas sentem. Eu sou Hermione, Morgaine, Elaine, Caillean, Viviane, Morgause, Igraine, Nimue, Sorcha, Liadan, Niahm... já travei batalhas, fui bruxa, feiticeira, curandeira, festejei o grande casamento com a terra durante o Beltane, deixei comida para os que passaram para o outro mundo no Samhain, fui assaltada, fui violada, casei por conveniência, dormi com o meu irmão, dormi com o Merlin da Bretanha, com Lancelot, com Accolon, com Uriens de Gales, com Hugh de Harrowfield... e amei, amei como só se ama nos livros, como se uma força maior nos guiasse.

«’Ssh,’ he breathed against my cheek, and his hands moved further down my body, and the moment of drawing back was lost for ever. Need flared between us as violent and sudden and unstoppable as a great wildfire that consumes all in its path, a fierce coming together that was both joyous and terrifying in its power. It began to rain heavily, and the rocks where we lay locked in each other’s arms ran with water, and we where soaked through, but we barely noticed it as hand explored soft skin, and lips tasted secret places, and we moved together as if we were indeed two halves of the one whole, made complete again.
As I took him inside me, I felt a sharp throb of pain, and I must have made some sound, for he said, ‘What is it? What’s wrong?’ I stopped his words with my fingers. Then pain was forgotten as I felt myself turn to liquid gold under his touch, and I wrapped my arms around his body, held him to me as tightly as I could. I tought I would never let go, never. But I did not say it aloud. This man had never learned tenderness. He had never been taught how to love.
As he had said, he knew no fair words. But his hands and his lips and his hard body spoke sweetly enough for him. As he rolled to hold me above him, I looked into his eyes in the light of the guttering lantern and the mixture of astonishment and longing there nearly broke my heart. I stretched out over him, touching my lips to his body, and found from somewhere deep inside me a rhythm, like a strong slow drumbeat, that moved me against him, the chenching and loosening of muscles, the touching and letting go, the fierce bulding sweetness - blessed Brighid, when it came it was nothing like I imagined.
He cried out and pulled me down towards him, and I gasped with the heat that flooded my body. I felt the vibration deep within me, and knew that things could never, never be the same again. They tell of this in tales, the tales of great lovers who are parted, and long for each other, and at length find joy together. But no tale matched up to this. Afterwards, we lay still in each other’s arms, and neither of us could find a word to say.»

in 'Son Of The Shadows' by Juliet Marillier

É assim que me fazes sentir... como se uma força maior me guiasse, quando acordo ao teu lado, quando sinto o teu braço a envolver-me, quando me puxas para ti, quando me abraças como se não existisse mais ninguém no mundo. Nesses momentos a minha vida é um livro. Amo-te.
publicado por Claudia Borralho às 10:48
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Anónimo a 31 de Março de 2004 às 09:34
Não axo que a vida nos livros seja mais interessante que a vida real... segundo... axo que "you missed the all point of the post!"

Cheers!10FPSGuy
(http://www.google.com)
(mailto:deadend_burst@oninetspeed.pt)
De Anónimo a 31 de Março de 2004 às 02:48
A isso se chama um bom livro na mão de uma boa leitora com uma imaginação e criatividade :D E se a vida nos livros é muito mais interessante porque n 'ser' aquela personagem enquanto dura a viagem pelo livro fora?Nightwitx
</a>
(mailto:nightwitx@hotmail.com)

Comentar post

.mais sobre mim

. Fiz eu!

. Oriana

. Ideias de Prendas de Natal

.tags

. todas as tags

.pesquisar


.arquivos

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

badge