Lilypie 1st Birthday Ticker
Terça-feira, 22 de Janeiro de 2008

Turn, turn, turn

Têm havido muitas mudanças por aqui nos últimos meses.
Agora, mudamos novamente.

Já há uns meses que pensava nisto. Sentia-me tão dividida, tão partida, assim espalhada em vários blogs. Precisei unir-me de novo e agora continuamos aqui.
publicado por Claudia Borralho às 16:44
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sexta-feira, 18 de Janeiro de 2008

alguns passos para salvar o planeta

(Do artigo "20 passos para salvar o Planeta" da Elle Fevereiro 2008)

- Think Green! - No site Do The Green Thing, todos os meses é dado um mote verde a cessível a todos. www.dothegreenthing.com

- O sabonete está de volta! - Substitua o gel de banho pelo sabonete. A maior parte do gel de banho é feita à base de derivados do petróleo.

- Transporte-se com consciência - Deixe o carro em casa e vá para o emprego de transportes públicos. Ou, então, junte um grupo de amigos ou colegas e partilhe os restantes assentos do seu carro, num esquema de boleias combinadas. Se não tiver ninguém vá a www.deboleia.com

- Horta à porta - O projecto www.hortadaformiga.com disponibiliza hortas, nas freguesias de S. Pedro de Rates, Aver-o-Mar, Maia, Matosinhos, Póvoa de Varzim e Porto, de aproximadamente 25m2, a particulares interessados em praticar agricultura biológica e compostagem. E quem recebe o talhão de terreno, recebe também formação em agricultura biológica.

- Clothing Swap - Para quê gastar rios de dinheiro em roupa nova, se pode trocar a sua antiga com conhecidos e desconhecidos? Portugal já está incluído na lista! (afinal nem por isso... mas já estão inscritas algumas interessadas) clothesswap.meetup.com
publicado por Claudia Borralho às 14:42
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

ainda sobre a cirurgia aos olhos

Na revista Saber Viver de Janeiro descobri este pequeno artigo que vou transcrever para aqui.


Olho Nu

Tire os óculos durante 30 segundos e imagine que, após esse desfocado instante, não terá de os voltar a colocar para ver o mundo com bons olhos. É o que acontece a quem recorre à cirurgia refractiva com laser, o tratamento mais avançado e seguro para corrigir a miopia, o astigmatismo e a hipermetropia.
«Primeiro faz-se uma incisão superficial no olho, criando uma fina película. Esse retalho é depois repuxado para trás, de modo a expor a córnea ao laser, que irá corrigir a curvatura do olho, eliminando um pequeno conjunto de células. O retalho é recolocado sem pontos, dado que a sua aderência é muito forte e rápida», explica Luís Gouveia Andrade, oftalmologista.

A cirurgia é feita aos dois olhos no mesmo dia, sob anestesia local, e não é dolorosa. A taxa de sucesso ronda os 98 por cento e os riscos são bastante reduzidos. «O laser incorpora uma tecnologia que fixa o centro do olho, com três miras. Mesmo que o doente se mova, o laser acompanha o olho. Se o movimento for mais brusco o laser pára*1», explica o oftalmologista.

No período pós-operatório é comum sentir algum ardor e terá de aplicar um colírio anti-inflamatório, de duas em duas horas. Ao sair da operação não verá bem durante algum tempo, pelo que deve ir acompanhada e usar óculos escuros. «Ao chegar a casa convém descansar num espaço com pouca luz ou às escuras*2. Não deve esfregar os olhos e, pelo menos, durante 15 dias, deve evitar ambientes com muito fumo», aconselha.

Um dia após a operação, a paciente fica com uma visão de cerca de 80 a 90 por cento, que lhe garante uma autonomia completa em relação aos óculos ou às lentes de contacto. «Haverá um período de adaptação, em que a visão terá pequenas flutuações*1, mas sempre ao nível do bom, muito bom». Esta instabilidade, que não interfere no dia-a-dia mas pode causar algum cansaço, dura cerca de dois a três meses*1.


Para recorrer à cirurgia refractiva com laser é fundamental ter mais de 18 anos, uma boa função lacrimal*2 e a graduação estabilizada há, pelo menos, um ano.
Problemas oculares recentes e certas características do próprio olho podem contra-indicar o tratamento.
Em cinco a dez por cento dos casos o paciente mantém cerca de meia dioptria.
A partir dos 40 anos surge uma situação inevitável e intratável com o laser, o cansaço visual para perto («a vista cansada»), que obriga ao uso de óculos para ver ao perto.


Alternativa ao laser
A colocação de uma lente intra-ocular na câmara posterior do olho, entre a íris e o cristalino, pode ser indicada, por exemplo, para pacientes com mais de sete dioptrias - o máximo que o laser consegue corrigir. Este procedimento, que implica anestesia geral e a abertura do globo ocular, «permite corrigir totalmente a miopia ou a hipermetropia excessiva, mas não o astigmatismo», refere o oftalmologista. No caso de uma miopia muito elevada e astigmatismo aplica-se uma técnica combinada: «primeiro coloca-se a lente intra-ocular de modo a corrigir a miopia e, após a estabilização, ao fim de cerca de um mês e meio, trata-se o astigmatismo com laser», conclui.


*1 Durante algum tempo achava que nunca iria ver perfeito do olho direito. As flutuações eram muitas e drásticas quando comparadas com o olho esquerdo. E eu sempre achei que isto se devia a ter mexido este olho durante a operação. Afinal não :) e menos de um mês após a cirurgia já vejo sempre perfeito. Ocasionalmente ainda surgem pequenas flutuações mas nada que interfira com a visão plena, a minha vida e o meu trabalho.

*2 O primeiro dia após a cirurgia só estava bem de olhos fechados e tinha passado a noite e parte do dia com as lágrimas a escorrer às vezes ininterruptamente. Quando chegava a noite via sempre muito melhor e durante o dia os óculos escuros eram obrigatórios.
publicado por Claudia Borralho às 14:08
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Terça-feira, 8 de Janeiro de 2008

uma canja diferente

(este blog está a tornar-se altamente culinário)

Está tudo doentito lá em casa e o marido diz-me que está farto de frango no forno (farto de frango com limão, farto de frango com sweet chili, farto de frango com sopa de cebola, farto de frango no forno ponto).
Como tinha tirado umas pernocas de frango resolvi fazer uma canja e depois qualquer coisa com o resto do frango esfiado (foi frango à brás by the way).
Entretanto lembrei-me da conversa de fim de ano com a minha Pomboquinha da canja sem sal que ela viu no programa do Jamie Oliver e que levava alho francês e assim.
Estava decidido, ia sair dali uma canja diferente.

Cozi as pernas cerca de 40 minutos (o ideal é cozer uma hora, mas já não me apetecia esperar mais) esfiei aquilo tudo e separei algum frango só para a canja. (sem sal nem nada, sem cebola, sem salsa, nadica, só mesmo água e frango).
Uma vez o frango esfiado a panela voltou ao lume e juntei-lhe uma cenoura ralada, qb de alho francês e qb de massinhas cuscus. Acabei por lhe juntar uma pitada de sal (mas acho que nem precisava) e polvilhei generosamente com alho em pó.
Cozeu mais uns 8 minutos, mais coisa menos coisa.

Estava deliciosa.

O marido acho que nem teve coragem de provar que ele ouviu cenoura na canja e nem quis saber de mais nada. A verdade é que a canja está tão boa que eu fiquei felicissima de ver que ele nem lhe tinha tocado :) é que assim eu hoje posso comer mais!

Para receitas de canja mais tradicionais é dar um salto à cozinha da Elvira.
tags:
publicado por Claudia Borralho às 11:56
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quinta-feira, 3 de Janeiro de 2008

Um ano picante

Vi-os no carrefour e não resisti. E que tal começar um ano de uma forma diferente, saudável e picante? Que melhor prenúncio para um ano novo cheio de coisas novas e excitantes?



Para a ceia de passagem de ano fiz uma variante dos canelonis vegetarianos.
Desta vez coloquei no wok: cebola, couve lombarda, beringela, cenoura ralada, malagueta e sopa do miúdo (lol desatou a chorar quando ainda a estava a aquecer e bebeu uma biberão de papa, eu não ia estragar a sopa, não é? já agora tinha cenoura, cebola, abóbora e couve flor).
Acho que ainda lhe juntei um pouco de água para ficar tudo bem molinho.

Depois foi encher os canelonis despejar por cima polpa de tomate e uma embalagem de mozzarela.

Esteve no forno uma hora e estavam uma delícia! Não sobrou nem um bocadinho :)

Picantes, mas deliciosos. Um sucesso.


*Era para terem sido 4 malaguetas, uma por pessoa, com receio do resultado acabei por colocar só uma e tirei-lhe as sementes :) Era potentíssima, até o vapor daquilo a cozinhar me fazia arder os olhos e ao encher os canelonis os arranhões que tenho nas mãos ardiam todos também!
sinto-me: hot hot hot
publicado por Claudia Borralho às 13:23
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quarta-feira, 2 de Janeiro de 2008

Resolução - poupar dinheirinho

Deixar de gastar dinheiro em coisinhas. Ando com um grave problema de consumismo (não teremos todos?) e não consigo entreter-me a passear sem comprar qualquer coisinha.
Para onde quer que nos viremos há sempre mais uma lojica, um centro comercial, um preciso disto ou daquilo, um é tão giro e baratinho.
Assim um objectivo a partir de hoje é passar os dias sem comprar.
Isto inclui ocupar as minhas horas de almoço de outra forma. Quando estava grávida obriguei-me a sair todas as horas de almoço para andar um bocadinho, agora tenho de voltar ao que era para me impedir de andar a fazer comprinhas.
Notas para horas de almoço: conversar com os colegas, ler uma revista, um livro ou jogar um jogo. Um passeio pelas ruas deixando a carteira no trabalho :)

Vou começar a colocar de parte o dinheirinho que faço com as minhas criações. Vai tudo para uma latinha ou coisa assim. Dali só sai para comprar materiais ou em ocasiões especiais para um luxozito para mim, mas o gasto nunca poderá ultrapassar 50% do bolo.

A guitazinha que chega do google vai directa para a poupança.

Prémios de produtividade (acho que este ano não vai haver por causa da maternidade... alas) e subsidios sempre um mínimo de 50% para a poupança.

Não andar a comprar roupa para o bebé sempre que passo por uma loja e me lembro que ele precisa. Tomar nota e falar disto com o tiago para dividirmos a despesa e a roupita do puto não sair sempre do meu bolso. Ou isso, ou colocarmos um x por mês na conta dele e gastar sempre daí.

E talvez também seja boa ideia deixar o cartão de crédito em casa, não que o use muito... mas sempre é menos uma tentação.
publicado por Claudia Borralho às 15:38
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

prenda

Chego ao trabalho e tenho uma prendinha à minha espera.
Abri e gostei muito :)

Resta saber quem foi a alma caridosa que se lembrou de mim!
publicado por Claudia Borralho às 15:27
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 31 de Dezembro de 2007

O melhor de 2007

publicado por Claudia Borralho às 14:28
link do post | comentar | favorito
|

natal





publicado por Claudia Borralho às 13:32
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2007

leilão de vestido

Ali ao lado estou a leiloar um vestidinho ;)

Espreitem lá!

publicado por Claudia Borralho às 21:51
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim

. Fiz eu!

. Oriana

. Ideias de Prendas de Natal

.tags

. todas as tags

.pesquisar


.arquivos

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

badge